Rodrigo Magalhães

Serviços de Tradução

Delivering excellence for 19 years

A Língua Portuguesa

Todos os dias, mais de 200 milhões de pessoas utilizam a Língua Portuguesa em todo o planeta. O Português é uma das línguas mais disseminadas pelo mundo, sendo falada, hoje em dia, em todos os continentes.

Segundo dados da UNESCO, na viragem do século, havia 187 milhões de falantes de Português na América do Sul (o Brasileiro é a língua mais falada no continente sul-americano), 17 milhões em África (onde o Português se afigura como uma língua importante), 12 milhões na Europa (Portugal tem pouco mais de dez milhões de habitantes), 2 milhões na América do Norte e 610 mil na Ásia. Também na Oceânia se encontram falantes do Português (quase 50 mil). É a língua oficial de oito países independentes, Angola, Brasil, Cabo Verde, Guiné-Bissau, Moçambique, Portugal, São Tomé e Príncipe, Timor-leste (ao lado do Tétum), e da Região Administrativa Especial de Macau da República Popular da China (juntamente com o Chinês).

A língua Portuguesa é aquela que tem um maior potencial de crescimento, como língua de comunicação, na África Austral e na América do Sul. Também se prevê um renascer do interesse pelo Português no Oriente, em grande parte devido à sua fixação em Timor-Leste e em Macau. Estes dados contrastam, é certo, com a influência que o Português tem nas Ciências e nas Tecnologias, onde a língua dominante/veicular é por demais conhecida, e onde não se prevê uma inversão da situação a médio, ou até mesmo, a longo prazo. Contudo, a fulgurante expansão da Internet, a valorização activa das línguas próprias e a crescente exigência de que a informação nos chegue na nossa língua fazem prever uma situação e um futuro bastante auspiciosos para a tradução especializada em Português.

in CONFLUÊNCIAS – Revista de Tradução Científica e Técnica


O Português é conhecido como A língua de Camões (por causa de Luís de Camões, autor de Os Lusíadas), A última flor do Lácio, expressão usada no soneto Língua Portuguesa de Olavo Bilac ou ainda A doce língua por Miguel de Cervantes.